Etiquetas

, , ,

O que você sente ao ver campos de flores? Árvores? Paisagem? Talvez seja até difícil ter visto muitas. Onde encontrá-la? Onde senti-la? Pronto, um pedaço insignificante está aí embaixo.

171_Magnolien

Isto talvez seja um anti-texto, apesar que não sei o que é um. O que será? Mas tente olhar novamente para a árvore. Observe a grama. O fundo. O céu. Sim, o céu contrastante com a árvore toda rosa é um outro espetáculo.

Tente sentir a atmosfera do lugar. O que será que tinha ao lado? Um casal de namorados? Duas pessoas correndo de um lado ao outro? Qualquer coisa é possível, mas a árvore não. Ela foi capturada pelas lentes. Nós sabemos o que aconteceu com ela. Sabemos onde estava, mesmo tendo tão pouca informações dela.

Ali o tempo não se move. Mas será que o tempo se move? Ou melhor, será que ele move-se para algum lugar já determinado? Esta imagem, esta situação não são acasos. Não tivemos escolhas. Apenas algo independente de nossa vontade. Se tudo é tão determinado o que será nossa liberdade? A falsa sensação de poder escolher nossos caminhos, quando, na verdade, já foram escolhidos muito antes de pensarmos neles?

Não sei se é verdade, pode ser que tenha alguma. O simples desejo de sentirmos as possibilidades. Elas não precisam existir. O simples fato de acharmos que temos nossas próprias escolhas já é o suficiente. Ou não? Você aceita sua liberdade por simples vontade de tê-la? Nunca conquistou a liberdade e depois sentia-se o oposto?

Voltando a pergunta, o tempo está se movendo? Olho a árvore. De novo me deparo com suas flores rosas. Belas. Extáticas. Como crer no tempo? Meu próprio movimento? Não, são mais sucessões de imagens. Imagens extáticas. Quem sabe fruto de meu pensamento? Apenas admirando imagens sólidas, e com isso crendo na falsa idéia de que o tempo flui. Pode ser que só o pensamento flui. Nós estamos parados. Não temos possibilidades. Não porque tudo já foi determinado, mas porque não há. Seres imóveis com pensamentos fluidos. Um doce ilusão. Ilusão tão doce quanto ao que estou tendo observando uma árvore. Uma paisagem!

Algo continua. Ilusão? Tempo? Imagens paradas? Quem vai saber, mas continua! Ou acredito nisso.

 

Até mais,