Etiquetas

, , , , , , , , ,

Para proteger a mãe que tinha sofrido um acidente nas ruas de Nova Iorque, o cachorro parou o trânsito. Mesmo os policiais que tentavam se aproximar para resgatá-la era impedido por ele, na tentativa de protegê-la. Felizmente ela só teve uma pata quebrada.

Tentei colocar o vídeo aqui, mas os da Globo são quase impossíveis de colocar, mesmo por link, em outros sites. Vocês podem conferir o vídeo e a reportagem que saiu no Fantástico, aqui.

Isto me levou a pensar o quanto nos podermos prever e padronizar o comportamento. Ainda temos a descobrir muito sobre os animais ( mesmos nós) para entendermos o comportamento. Talvez seja tão complicado que nunca seja possível.

Por que será que o cachorro protegeu sua mãe, não deixando ninguém chegar perto? Intuitivamente consigo entender. Mas só. Acabamos a estudar características, mas esquecemos das infintas possibilidades entre elas. Mesmo sobre o comportamento de homens e até de búfalos, que entendo mais. Sempre surge algo fora dos estudos. Uma ação nova, um comportamento que não afeta o resultado final obtido por estudos, mas altera todo o caminho intermediário.

Não sou contra a ciência, mas acho curioso estas limitações que acabamos por esquecer.

 

Até mais,

Búfalo