Etiquetas

, , , , , , ,

“Casas não são feitas de pedras, mas pedras, feitas de casas”. naoserouser@hotmail.com

Estive pensando neste ditado que criei. Pode lembrar quem veio primeiro, o ovo ou a a galinha? Mas diferentemente deste, mais lógico e já com uma resposta ( sim, o ovo veio primeiro), procuro uma resposta mais funda.

Para tentar explicar minha idéia, penso nas asas de um avião. Elas só existem graças ao projeto de avião em si. Caso contrário, essas peças metálicas que sustentam a aerodinâmica do avião não existiram. Ao menos como pensamos. Seriam peças metálicas que sustentam a aerodinâmica de um objeto aéreo…

Pedras em meu ditado, me refiro a blocos, peças de construção. Fica mais bonito daquele jeito🙂. Trabalhamos, sonhamos, suamos todo dia, mas não podemos esquecer que eles vêm de nós. Não existem por si só, não tomam vida própria. Não são discípulos que superam o mestre. Apenas algo que depende de nós para continuar. Nós em nós mesmos.

E quando nos esquecemos do projeto original, assim como nos esquecemos da casa, o trabalho, o sonho torna-se mais importante que nós mesmos. Eles fazem nós tomarmos atitudes, trabalhamos para eles. Há quem possa dizer? “E os sonhos não são bons?” Mas enquanto meros sonhos, dependem de nós para sua concretização. São sonhos. Não existem em nossa realidade.

A busca contínua fará dele uma realidade. Então lembrando que eles vêm de nós, não nos esquecemos que surgem para nós e não nós para eles.

Nós não somos feitos dos sonhos, mas os sonhos existem por nós e a nós contribui.

Já pensou quantas vezes esquecemos disso? Criamos a definição, ela nos parece convincente o sufiente para parecer anterior e vivemos em função de algo que nunca chega, que nunca concretiza? Talvez, por esquecermos que para voar precisamos de asas e mesmo vivendo no ar, subindo as mais altas montanhas ele nunca será nosso enquanto não tivermos asas para voar, imaginação para sonhar e trabalho para realizar.

Isso não é um problema apenas cotidiano. Mesmo nas ciências, na´música, em diversos ramos uma definição de algo ultrapassando a própria teoria em si traz vários problemas. Às vezes atrapalho o senso criador, já que por parecer obvio inibe a visualização mais abastrata dela. Sua manipulação.

Até mais,